Mais notícias

Secom UnB

CEPE - 30/08/2012

Versão para impressão Enviar por e-mail
LF Barcelos/UnB Agência
 

UnB define calendário de aulas até 2013

Período de reposição do 1º/2012 vai de 20 de agosto a 10 de outubro. Datas respeitam norma que determina 200 dias letivos por ano  
João Campos - Da Secretaria de Comunicação da UnB



 Tamanho do Texto

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe) da Universidade de Brasília aprovou calendário único para os próximos quatro semestres letivos. O primeiro semestre de 2012, interrompido pela greve que durou 82 dias, segue até 10 de outubro. A aprovação do período de reposição considera a retomada das atividades acadêmicas a partir do dia 20 de agosto, logo após a primeira assembleia dos professores que pôs fim à paralisação.

As datas aprovadas por 20 dos 44 conselheiros presentes foram propostas pelo decano de Ensino de Graduação, professor José Américo, no início da reunião: o 1º/2012 vai de 20 de agosto a 10 de outubro; o 2º/2012 de 22 de outubro a 8 de março; o 1º/2013 de 1º de abril a 27 de julho; e, por fim, o 2º/2013 de 19 de agosto a 20 de dezembro. “Estudamos um meio de normalizar o calendário. O cumprimento dessas datas, elaboradas pelo DEG e pela Secretaria de Assuntos Acadêmicos (SAA), vai permitir a volta ao normal a partir de 2014”, disse Américo. A primeira semana do segundo semestre será tomada pelas atividades da Semana Universitárias. As aulas começam no dia 29.

No novo calendário, estudantes, professores e servidores terão três semanas de férias entre cada semestre, até o fim de 2013. “Dessa forma, conseguiremos cumprir os 200 dias letivos por ano e o período de férias dos professores, previstos por lei”, explicou o diretor da SAA, Arnaldo Carlos Alves. Os embates no Cepe ficaram em torno das datas de início e término do primeiro semestre de 2012. Interrompido em 21 de maio pela paralisação dos professores, quando haviam sido realizadas 54% das atividades previstas, as discordâncias surgiram em relação à data do retorno das aulas.

Cinco propostas de início e fim para a reposição foram apresentadas no debate que durou cerca de duas horas: a aprovada – de 20 de agosto a 10 de outubro – recebeu 20 votos. A que considerou o marco para a retomada a segunda assembleia dos professores – de 27 de agosto a 14 de outubro – recebeu 16 votos. A que tomou a reunião do Cepe como o início das atividades – de 30 de agosto a 17 de outubro – contou com dois votos, e aquela que pediu a reposição a partir de segunda-feira – de 3 de setembro a 19 de outubro – recebeu 3 votos. Houve também um pedido de cancelamento do segundo semestre de 2012, que recebeu apenas um voto.

LF Barcelos/UnB Agência 

OPINIÕES – A professora da Faculdade de Agricultura e Veterinária (FAV) Simone Perecmanis criticou a proposta aprovada ao lembrar da segunda assembleia dos professores, realizada em 24 de agosto. “Como as aulas podem ter começado dia 20 se a greve acabou depois?”, questionou. Opinião semelhante à da professora Cristina Massot Madeira Coelho, da Faculdade de Educação (FE). “Apesar de ter definido o fim da paralisação, mais de 400 professores votaram pela continuidade da greve na assembleia, o que significa que, antes disso, eles estavam fora das salas de aula”.

O professor Márcio Albuquerque Buson, da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU), foi além e propôs o cancelamento do segundo semestre de 2012. “Estamos aqui para garantir a qualidade na formação de nossos estudantes e não para cumprir calendário”, disse. Apesar de considerada radical pela maioria dos conselheiros, a opinião recebeu o apoio de uma minoria. “Acho que a proposta merecia ser mais discutida, pois envolve encargos ao governo também. Mas ela deveria ter sido apresentada no início do processo”, avaliou a diretora do Instituto de Artes (IdA), Izabela Brochado.

Entre os estudantes também houve divergência. Os representantes do Diretório Central dos estudantes (DCE) Nicolas Powidayko Vanzela e Pedro Henrique Saad defenderam a proposta apresentada pelo DEG. “Considero a decisão da primeira assembleia, realizada em 17 de agosto, legítima. Além disso, o calendário não foi suspenso, mas sim o término dele”, afirmou Nicolas. Já para o aluno de Serviço Social Lucas Brito, a reposição deveria começar a partir da reunião. “Quem define calendário não é a assembleia, mas o Cepe. E o Cepe reconhece a greve”. 

Presidente do Conselho, o vice-reitor João Batista de Sousa destacou que será preciso reunir esforços para o cumprimento do novo calendário. “Apesar das divergências, as novas datas foram aprovadas pela maioria dos conselheiros. O período de adaptação vai exigir sacrifícios de uma parcela da comunidade para que as atividades recomecem sem maiores prejuízos”. Após o debate e votação sobre o período de reposição, as datas referentes aos outros três semestres acabaram aprovadas em bloco com o voto de 37 conselheiros.  

DESDOBRAMENTOS – Uma das principais preocupações em relação às datas para a reposição diz respeito à Semana Universitária 2012, que será realizada entre 22 e 26 de outubro. O professor e decano de Extensão, Oviromar Flores, destacou que as atividades acadêmicas voltam uma semana antes das aulas, no dia 22. “Não vejo problemas nas datas escolhidas. Faremos a Semana Universitária, que conta com atividades presenciais, junto com a recepção dos calouros”.

O decano de Graduação, José Américo, explicou ainda que a definição de um calendário único diz respeito a todas as esferas da universidade, como Ensino, Pesquisa, Extensão, Pós-Graduação e Ensino à Distância. “Não faz sentido desmembrar as datas. Apesar de alguns terem descumprido as orientações do sindicato durante a greve, somos parte da mesma instituição”. O professor informou ainda que, por conta da greve, o período para o trancamento justificado de disciplinas, encerrado antes da paralisação, será reaberto no período de 3 a 14 de setembro na SAA.



 

NOVO CALENDÁRIO   


1º/2012 - 20 de agosto a 10 de outubro 
2º/2012 - 29 de outubro a 8 de março
1º/2013 - 1º de abril a 27 de julho
2º/2013 - 19 de agosto a 20 de dezembro
*recessos e feriados serão mantidos.

Novo prazo para trancamento justificado de disciplinas do 1º/2012 – 3 a 14 de setembro.

Todos os textos e fotos podem ser utilizados e reproduzidos desde que a fonte seja citada. Textos: UnB Agência. Fotos: nome do fotógrafo/UnB Agência.

Pesquisar Noticias [ ]

Fale conosco pelo
e-mail secom@unb.br